África do Sul

por

Cerca de 25 anos após a queda do apartheid na África do Sul, ainda é possível perceber o racismo no país. O principal canal de televisão africana, M-Net, está sofrendo  fortes protestos em consequência de um anúncio de vaga de emprego em que se procura um responsável de programas “de raça branca e falante de inglês”. Em consequência, a M-Net  rescindiu domingo o seu contrato com  a Ambit Recruitment Agency  que tinha subcontratado uma pequena empresa  que redigiu e publicou  o anúncio em causa.

Home

compartilhar

Postagens Recomendadas