100 RAZÕES PARA SEGUIR A JESUS – DAVI

100 RAZÕES PARA SEGUIR A JESUS – UM CONTRAPONTO AOS QUE DIZEM: SEM RAZÕES PARA SEGUIR A JESUS

Davi, filho de Jessé, da tribo de Judá, foi um escolhido de Deus e a manifestação dessa eleição se deu através do profeta Samuel. Deus enviou Samuel para ungir um dos filhos de Jessé. Chegando lá, Jessé apresentou primeiro seu filho mais velho, alto e elegante, mas o Senhor se dirigiu a Samuel exortando-o que não se impressionasse com a sua aparência nem com a sua elevada estatura. E Jessé apresentou a Samuel seus outros seis filhos. E nem um deles era o escolhido do Senhor. Samuel insistiu e Jessé disse que faltava o mais novo, que estava pastoreando ovelhas. Quando Davi chegou, o Senhor disse: “Unge-o! É esse!”. Samuel tomou o vaso de óleo e ungiu Davi na presença de seus irmãos. Desde essa unção, o Espírito do Senhor repousou sobre Davi.
Quando iniciou a guerra contra os filisteus, os irmãos de Davi tiveram de servir na batalha e Davi foi até o acampamento para vê-los. Nesse momento, apareceu um gigante do campo dos filisteus, que tinha quase 3 metros de altura. Usava capacete, armaduras e armas muito poderosas. Tinha nome de Golias e chegou desafiando o exército de Israel. Diante dele ninguém se apresentou. Então Davi, corajosamente e confiando no Senhor, disse que iria combater com o gigante. Ele foi revestido de uma armadura, capacete e recebeu a espada de Saul, mas não aceitou essas armas, preferiu tomar o cajado e colocou cinco pedras bem lisas em uma sacola e com a sua funda enfrentou Golias. Davi atirou uma pedra com a funda e acertou a fronte do gigante que caiu. Davi pegou a espada de seu inimigo e lhe cortou a cabeça. O exército inimigo fugiu com medo.
Depois dessa vitória, Davi voltou com o rei Saul e foi feito chefe dos guerreiros. Em tudo que fazia, Davi era bem sucedido e era muito querido e bem visto por todos. O Rei deu sua filha Micol em casamento para Davi e eles se casaram.
Os subsequentes sucessos, o carisma e a fama de Davi geraram inveja no Rei que  resolveu matar Davi. Diante das reais ameaças, fugiu para o deserto. Saul perseguiu-o com 3 mil homens. Um dia, Davi entrou na tenda onde Saul dormia. Tendo a oportunidade de matar seu perseguidor, recordou-se que ele era rei e, portanto, ungido do Senhor e somente roubou sua espada e sua taça. Com esse gesto, Saul se arrepende e cessa a sua perseguição. Davi segue seu caminho confiando que Deus velaria por sua vida e o livraria de todo aperto.
Algum tempo depois, Saul morre em uma batalha com os filisteus nos montes de Gelboé. Davi chora a morte de Saul assim como a do filho do rei, Jonatas a quem Davi tinha na conta de amigo fiel e amava profundamente.
Depois de alguns anos, Davi foi coroado rei de Israel. Reinou com temor a Deus e de forma muito corajosa vencendo muitas batalhas. Ele era conhecido por seu amor ao Senhor, mas no auge do seu reinado acabou caindo no pecado. Ele cobiçou Betsabéia, mulher de um de seus soldados, Urias. Ele mandou busca-la e deitou-se com ela. Betsabéia engravidou. Davi então insistiu no pecado e enviou Urias para o ponto mais perigoso da batalha e mandou ordens que ele fosse deixado sozinho e assim, morto.
Davi foi visitado pelo profeta Natã e se arrependeu profundamente de seu pecado. O filho de Davi e Betsabéia morreu. Depois tiveram outro filho: Salomão. Davi também tinha outro filho, chamado Absalão, que o traiu: se proclamou rei em Hebron e marchou sobre Jerusalém. Davi precisou fugir com seus servos . Em determinado ponto da fuga, extenuado, descalço e com a cabeça coberta, ele foi alvo de maldições proferidas e de pedradas. Diante disso, agiu humildemente entregando sua miséria e pedindo a benção de Deus. Absalão, o filho traidor, perseguiu o rei e houve uma batalha. Davi pediu que seu filho fosse poupado, mas ele foi morto. Esse fato trouxe muito sofrimento para Davi que chorou a morte de seu filho apesar dele ter o traído.
Davi reinou 40 anos e morreu com 70 anos. Manifestou um amor devotado por Deus e é o autor de muitos Salmos. No final de seus dias, mandou dar a unção real a Salomão.

A vida de Davi é inspiradora nos revela alguns motivos para seguirmos Jesus:

  • Davi foi escolhido por Deus e a partir do momento que foi ungido pelo profeta, o Espírito do Senhor permaneceu com ele. Ao seguirmos Jesus, somos auxiliados fielmente por seu Espírito Santo.
  • A vitória de Davi sobre o gigante Golias nos recorda o quanto devemos seguir Jesus de forma verdadeira. Ele usou com simplicidade as armas que eram suas e dessa forma saiu vitorioso. Seguir Jesus também é ser autêntico e assumir nossa individualidade.
  • O pecado não foi capaz de apagar o chamado de Deus na vida de Davi. Aprendemos com Davi que caminho tomar: a contrição e o arrependimento. Nunca desesperar do amor de Deus e desistir do seguimento de Jesus por causa de nossas faltas. A misericórdia de Deus é infinitamente superior aos nossos inúmeros pecados.
compartilhar

Anajúlia Gabino Mendes

Formadora Geral da comunidade e consagrada da comunidade de vida. Casada com Rodrigo Serva Maciel nosso fundador