Nigéria

por

A insurgência do grupo terrorista Boko Haram na Nigéria provocou uma crise humanitária sem precedentes na região. Grupos em situação de vulnerabilidade são os mais afetados, com quase 3 milhões de crianças fora da escola e um crescente número de mortes de bebês ainda em gestação por conta da epidemia de cólera. Desde 2009, mais de 2.295 professores foram mortos e 19 mil deslocados no nordeste do país. Quase 1,4 mil escolas foram destruídas, e a maioria não tem condições de operar devido a extensos danos ou por conta da situação de insegurança na região.O uso de crianças como bombas humanas criou um clima de desconfiança entre as comunidades da região, e o surto de cólera afetou mais de 3,9 mil pessoas, incluindo mais de 2,45 mil crianças. A crise humanitária criada pelo conflito prejudica também aqueles que têm poucas chances de se proteger. Desde o último surto em agosto, mulheres grávidas e seus bebês estão ainda mais vulneráveis ao cólera.Devido ao conflito em curso, muitas mulheres grávidas estão desnutridas, agravando sua vulnerabilidade ao cólera e suas conseqüências caso adoeçam.

FONTE: https://nacoesunidas.org/crise-humanitaria-ameaca-futuro-de-gestantes-e-criancas-na-nigeria-alerta-onu/

compartilhar

Postagens Recomendadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *