Japão

por

Repórter da NHK, a empresa pública de radiodifusão japonesa, Miwa Sado cobria em Julho de 2013 as eleições para a assembleia de Tóquio e as eleições nacionais para a câmara alta do Parlamento japonês. Três dias após a votação para o órgão governamental japonês, a 21 de Julho de 2013, a jornalista de política de 31 anos morreu. No mês anterior à sua morte, tinha tirado apenas duas folgas, além de ter trabalhado 159 horas a mais. A notícia da sua morte só se tornou pública no Japão esta semana, quando a agência de notícias japonesa Kyodo News divulgou o caso, na quarta-feira. Segundo os inspetores de trabalho do Japão, a morte de Miwa Sado é mais um caso de morte por excesso de trabalho, um fenômeno que assombra as políticas de trabalho daquele país e é um reflexo de um problema maior. A cultura de trabalho já foi associada à diminuição de fertilidade. Ou seja, os jovens trabalham tanto que deixam de ter tempo para constituir família e ter filhos.

compartilhar

Postagens Recomendadas

Comentários

  1. Gostaria de criar um site igual ao seu. Adorei seu site e as informações. Quanto custa pra criar um site desse. Fico no aguardo da sua resposta. Obrigado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *