Timor-Leste

por

O papel da Igreja Católica durante a invasão indonésia do Timor-Leste foi “muito além” de protetora, denunciadora e reconciliadora, pois, ao colaborar “ativamente” com a resistência, ajudou a chegar ao referendo e, depois, à independência, segundo uma tese de mestrado. “É difícil de se dizer, mas acho que a igreja teve um papel muito importante para que o referendo e a independência acontecessem. A igreja foi a única instituição que permaneceu no território, mesmo antes da invasão. Dispunha de uma rede, utilizada pela igreja timorense pelo mundo a fora. Essa rede ajudou-a na divulgação da causa”, disse Maria José Garrido, numa entrevista à agência Lusa. “Mas acho que a Igreja teve um papel que foi além disso. Colaborou com a Resistência, foi uma igreja resistente (…) Foi a violação dos direitos humanos que levou a igreja a passar para o papel denunciador e também de colaboração e de resistente.

FONTE: https://www.dn.pt/lusa/interior/papel-da-igreja-catolica-em-timor-leste-foi-muito-alem-de-protetora-denunciadora-e-reconciliadora—-tese-8852671.html

compartilhar

Postagens Recomendadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *