Ruanda

por

A organização de defesa dos direitos humanos Human Rights Watch (HRW) acusou o exército do Ruanda de recorrer à tortura para conseguir confissões de suspeitos detidos ilegalmente, num relatório divulgado.No relatório “Obrigar-te-emos a confessar: tortura e detenção militar ilegal no Ruanda”, a HRW afirma ter documentado 104 casos de pessoas detidas ilegalmente e, na maioria, vítimas de atos de tortura — bastonadas, choques elétricos, simulações de execução — em centros de detenção do exército ruandês entre 2010 e 2016.

Fonte: http://www.dnoticias.pt/mundo/exercito-do-ruanda-acusado-de-recorrer-a-tortura-para-obter-confissoes-CX2154400

compartilhar

Postagens Recomendadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *