Hungria

O primeiro-ministro da Hungria, Viktor Orbán, enviou uma carta para o governo italiano em que pede que o país “feche as portas” para os imigrantes ilegais que chegam através da rota do Mar Mediterrâneo. “Se não forem fechadas as portas para os imigrantes, o problema se tornará incontrolável, visto que os alemães e os austríacos […]

Continue Reading....
Posted on 19 de agosto de 2017

Granada

O líder do Congresso Nacional Democrata em Granada acusou o governo de “desperdiçar” os recursos do país na tentativa de influenciar as eleições gerais a seu favor. E Nazim Burke aponta para o recente projeto de lei de apropriação suplementar como evidência disso. “Esta apresentação de dois orçamentos de capital no mesmo ano não é […]

Continue Reading....
Posted on 15 de agosto de 2017

Notícia de Angola

A eurodeputada Ana Gomes acusou hoje o Governo de Angola de inviabilizar uma missão de observadores da UE para as eleições de agosto, ao “fingir que convidava” o bloco europeu mas recusando “condições elementares” aos integrantes da equipa. FONTE: WWW.ANGOLA24HORAS.COM  

Continue Reading....
Posted on 31 de julho de 2017

República da Macedônia

A promotora especial da Macedônia apresentou acusações contra 94 pessoas, incluindo o ex-primeiro-ministro Gruevski e altos funcionários do governo, sobre o envolvimento em supostos crimes revelados em fitas que surgiram durante um escândalo de vigilância que destruiu um governo. A Macedônia sofreu uma turbulência política em 2015, quando os partidos da oposição acusaram o então […]

Continue Reading....
Posted on 19 de julho de 2017

Realidade da Nicarágua

Na Nicarágua as contradições estão em todos lugares: na política, na economia, na diferença social, na compreensão de governo… Os esforços do governo não impedem o desemprego nem a migração de parte dos jovens para a Costa Rica, em busca de oportunidades. Estima-se que exista uma população flutuante de um milhão de nicaraguenses no país […]

Continue Reading....
Posted on 4 de julho de 2017

Governo da Jordânia

O governo da Jordânia decidiu alterar um dos artigos mais controversos de sua legislação, ponto de discórdia durante anos. Ele permitia que estupradores permanecessem impunes, desde que se casassem com suas vítimas e ficassem com elas por, ao menos, três anos. Nos últimos tempos, a oposição à lei vinha crescendo, com o apoio de diversas […]

Continue Reading....
Posted on 4 de julho de 2017