A oferta missionária é a resposta de amor a Jesus

Ele aceitou minha oferta…

“Havia algum tempo oferecera-me ao Menino Jesus para ser seu brinquedinho. Tinha-lhe dito para não me usar como brinquedo caro que as crianças só podem olhar sem ousar tocar, mas como uma bola sem valor que podia jogar no chão, dar pontapés, furar, largar num cantinho ou apertar contra seu coração conforme achasse melhor; numa palavra, queria divertir o Menino Jesus, agradar-lhe, queria entregar-me a suas manhas de criança… Ele aceitou minha oferta…”

Santa Teresinha recorda a oferta que fez a Jesus quando se sente uma ‘bolinha largada em um cantinho’ após não conseguir a permissão de entrar para o Carmelo quando foi ter com o Papa Leão XIII. O tema da oferta é muito caro à Teresinha e muito vivo em sua experiência espiritual bem como em seus escritos.

Podemos ousar dizer que a disposição da oferta é a mola mestra da experiência missionária de Teresinha, mas também de toda Igreja. Não há missão sem oferta. Um coração missionário é aquele que fez a experiência do amor de Jesus e por isso deseja ofertar-se a Ele. A oferta missionária é a resposta de amor a Jesus que tudo ofertou pela humanidade.

Sendo ‘resposta’ ela é humilde. Jesus toma por primeiro a iniciativa do amor. O homem alcançado por Jesus corresponde com todo empenho mesmo sabendo que Jesus não se deixa vencer em generosidade.

Sendo resposta ao amor pleno de Jesus, nossa oferta também deve ser plena, total. A oferta de vida, para que seja autenticamente uma resposta à oferta de Jesus, deve ser total. De outro modo, não será missionária.

Sendo resposta ao amor a oferta missionária é também é grata. Nenhum de nós merece o amor que Jesus nos devota. Ele ofereceu a Sua vida e cobriu-Se de sofrimentos amando-nos livre e desinteressadamente. Diante da grandiosa oferta de Jesus, ofertamos nossa vida a Ele em gratidão.

Se a oferta missionária é grata, ela é também alegre. A alegria é sempre companheira da gratidão. Uma pessoa agradecida é também alegre pelo que recebeu.

Se meu coração está inflamado de amor e desejo me ofertar pela humanidade como Jesus, minha oferta sempre será HUMILDE, TOTAL, GRATA E ALEGRE.

Este é o convite que Teresinha faz a você: renovar hoje mesmo a oferta da sua vida de forma humilde, total, grata e alegre. E ainda poderíamos dizer: apressada! Quem ama, tem pressa de dar a vida, pois, para amar, só temos hoje.

Precisamos ‘abrir as janelas das nossas casas’ para olhar para fora e ver que há uma humanidade sofrida que espera nossa oferta de vida. Há muita gente com fome de Deus, fome de pão…

Deixemos que o desejo de ofertar nossas vidas possa crescer dentro de nós até que nossa oferta seja total. Não nos poupemos. Jesus não quer muito de nós, Ele quer tudo, tudo, tudo.

Que sua oferta de vida não mude com as circunstâncias. Se estiver doendo, se oferte! Se você não estiver compreendendo, se oferte! Se estiver feliz, se oferte! Se estiver cercado de amigos, se oferte! Mas se estiver na solidão, se oferte! Se seu trabalho der fruto, se oferte! Se você estiver fracassando, se oferte! Na fartura, se oferte! Na penúria, se oferte! Se oferte, se oferte, se oferte! Por amor a Jesus e à humanidade. Suplique ao Espírito Santo esta graça. Ele é Deus doado aos homens e pode nos inflamar do alegre desejo da oferta de vida.

Não nos esqueçamos: só haverá missão se houver oferta de amor.

 

Rezemos:

Quero corresponder

Com a oferta do meu viver

Ao apelo de Deus em meu coração

A humanidade a chorar, sofrendo a esperar

Que o meu canto, que o meu grito,

Se faça escutar

 

Quero ofertar minha vida,

Gastar os meus dias,

Minha juventude, por amor,

Por que o meu perfume não se espalhará

Se não se derramar, por amor a Deus

 

Quero ofertar minha vida,

Gastar os meus dias,

Minha juventude, por amor

 

Pela igreja, pelos jovens, pelos homens,

Me consumirei,

Pela igreja, pelos jovens, pelos homens,

Cada dia hei de viver,

Pela igreja, pelos jovens, pelos homens,

Me consumirei,

Pela igreja, pelos jovens, pelos homens,

Minha alegria e o meu sofrer,

Pela igreja, pelos jovens, pelos homens,

Por cada um eu ei de viver,

 Pela igreja, pelos jovens, eu me oferto

 

compartilhar

Ludmila Rocha Dorella

Responsável geral da comunidade. Consagrada da comunidade de vida e celibatária.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *