100 RAZÕES PARA SEGUIR A JESUS – SÃO BARTOLOMEU

100 RAZÕES PARA SEGUIR A JESUS – UM CONTRAPONTO AOS QUE DIZEM: SEM RAZÕES PARA SEGUIR A JESUS

Bartolomeu é um apóstolo do Senhor, de quem conhecemos um pouco através do Evangelho de João, onde é chamado de Natanael. Enquanto Bartolomeu é um nome que indica de quem ele é filho – “Bar”, em hebraico, significa “filho de” -, Natanael tem um significado próprio: “Deus deu”. De fato, podemos dizer pelo pouco que conhecemos de Natanael que tudo na sua vida pode ser considerado um grande dom.
Em primeiro lugar, não é ele quem vai ao encontro de Jesus. É Filipe que anuncia a ele que o Messias esperado foi encontrado. Portanto, sua vocação lhe é dada, não buscada. Além disso, no encontro com o Senhor ele recebe a revelação de que já era conhecido de antemão por Jesus ‘quando estava debaixo da figueira’, ou seja, ele era visto pelo Senhor muito antes de conhece-Lo, o que mostra novamente o dom de Deus, a sua gratuidade em relação a sua vida.
Outro ensinamento importante que podemos colher com a vida de Natanael: ele não foi rejeitado por Deus nem mesmo depois de ter se mostrado preconceituoso. Em verdade, Bartolomeu disse a Filipe que de Nazaré não poderia vir nada de bom (cf. Jo 1, 46). Ora, isso demonstra que ele devia ter algum conhecimento das Escrituras que anunciavam que o Messias esperado viria de Belém e da casa de Davi, mas também mostra o quanto seu horizonte era fechado em relação ao projeto de Deus. Portanto, vemos novamente o quanto Deus se lhe revela como um dom gratuito, pois nem mesmo diante do preconceito e da estreiteza de pensamento de Natanael sua vocação é perdida.
Entretanto, a experiência vocacional verdadeira só se dará a esse apóstolo quando ele seguir o chamado de Filipe: “Vem e verá”. Ali, por experiência própria, quando forem desvendados os pensamentos de seu coração, é que Natanael confessará sua fé, atestando que Jesus é o Filho de Deus e o Rei de Israel (cf. Jo 1, 49). Essa profissão de fé durará até seu martírio, que a tradição medieval conta ter ocorrido por esfolamento. Verídica ou não, essa tradição nos leva a pensar que se nos colocamos no seguimento de Jesus devemos ter a coragem de dar nossa própria pele pelo Reino de Deus.

Com Bartolomeu aprendemos mais motivos para seguir a Jesus:

  • É certo que nossos pais são muito importantes em nossa vida, mas eles são eles e nós somos nós. Devemos seguir a Jesus porque somente nesse seguimento é que poderemos compreender não só a importância da herança familiar que recebemos, mas também a distinguir de nossa própria vocação e existência descobrindo em Deus quem somos e a que somos chamados;
  • Devemos seguir a Jesus porque nossa vocação é graça, é um dom imenso dado por Deus. Esse dom não pode ser desperdiçado.
  • Devemos seguir a Jesus porque nossa vocação supera nossos preconceitos em muito. Mesmo tendo uma visão estreita sobre a vida e as pessoas, somos chamados a seguir a Jesus até o ponto de dar por Ele nossa própria pele.
compartilhar

Rodrigo Serva Maciel

Fundador da Comunidade Católica Árvore da Vida

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *