100 RAZÕES PARA SEGUIR A JESUS – SAMUEL

100 RAZÕES PARA SEGUIR A JESUS – UM CONTRAPONTO AOS QUE DIZEM: SEM RAZÕES PARA SEGUIR A JESUS

Samuel é filho da oração de súplica, da generosidade de Deus, do milagre da fecundidade… Ana, esposa de Elcana era estéril e sofria muito por não ter filhos. Certa vez, estando no Templo do Senhor em Silo, ergueu ao céu sua oração entre muitas lágrimas: “Senhor dos exércitos, se vos dignardes olhar para a aflição de vossa serva, e vos lembrardes de mim; se não vos esquecerdes de vossa escrava e lhe derdes um filho varão, eu o consagrarei ao Senhor durante todos os dias de sua vida, e a navalha não passará pela sua cabeça.” (ISm 1, 11)
O sacerdote Heli, estando no Templo, pensou que Ana estava bêbada, pois chorava muito e apenas mexia os lábios sem emitir nenhum som. Tomando conhecimento da amargura de Ana e que era a dor que lhe fazia rezar assim, se dirigiu a ela com palavras proféticas: “Vai em paz, e o Deus de Israel te conceda o que lhe pedes.”  (ISm 1, 17). Ana concebeu e deu à luz um menino. Quando ele desmamou, ainda muito criança, Ana cumpriu sua promessa e o levou para a casa do Senhor em Silo ficando aos cuidados do sacerdote Heli. Ao oferta-lo, Ana pronunciou estas maravilhosas palavras: “Eis aqui o menino por quem orei; o Senhor ouviu o meu pedido. Portanto, eu também o dou ao Senhor: ele será consagrado ao Senhor para todos os dias de sua vida. E prostraram-se naquele lugar diante do Senhor. ” (Gn 1, 27-28)
Samuel, ainda criança, servia diante do Senhor. Certa vez, enquanto repousava no Templo do Senhor onde se encontrava a arca da Aliança, pela primeira vez o Senhor se dirigiu diretamente a ele chamando-o pelo nome. Samuel ainda não sabia distinguir a voz de Deus e correu a Heli acreditando que era o sacerdote quem o chamava. O Senhor o chamou pela segunda vez e novamente foi a Heli. Este, compreendendo que era o Senhor quem chamava o menino disse a Samuel que tornasse a deitar e que se fosse novamente chamado, deveria responder: “Falai, Senhor; vosso servo escuta! ”. Tendo assim respondido ao Senhor, pôde escutá-lO. Sua palavra era dura e referia-se ao sacerdote de Heli que não havia corrigido seus filhos que praticavam crimes. Samuel crescia, e o Senhor estava com ele. Todo o Israel reconheceu que Samuel era um profeta.
Samuel exortava o povo a deixar os ídolos e a se voltar de todo coração ao Senhor para que assim vencessem os inimigos. Durante toda a vida de Samuel, Israel se manteve vitorioso ante os filisteus. Samuel foi juiz em Israel durante toda a sua vida.
Samuel, tendo envelhecido, estabeleceu os seus filhos juízes de Israel. Mas estes não seguiram seus passos na fidelidade a Deus. Os anciãos de Israel vieram então a Samuel e lhe pediram que ungisse um rei para governa-los. Era uma postura de desconfiança. Já não acreditavam que eram governados por Deus e queriam um rei para marchar à frente deles  para assim se igualarem às outras nações. Samuel ficou entristecido com o pedido e se pôs em oração. Deus, mesmo sabendo que era rejeitado pelo povo, disse a Samuel que atendesse àquele pedido esclarecendo o povo a respeito de todas as penas que sofreriam estando sob a guia de um rei. Mas o povo recusou ouvir a voz de Samuel.
Samuel então ungiu o primeiro rei de Israel, Saul. E quando este desagradou a Deus a ponto de perder a graça da unção, sofreu muito, mas, ouvindo a palavra do Senhor, ungiu o jovem Davi.
Samuel morreu durante o reinado de Davi deixando um testemunho de fidelidade enérgica e grande amizade com Deus. Foi o último dos juízes e o primeiro dos profetas.
A vocação de Samuel é fruto da gratidão de sua mãe que, tendo-o concebido por misericórdia do Senhor, ofertou-o em agradecimento.

Samuel nos dá mais três razões para seguir Jesus:

  • Sua vida é um grande dom de Deus para sua família, mas é na oferta da sua vida que você e sua família se tornam plenos, pois Deus faz de você um profeta.
  • Não importa quais foram as circunstâncias que levaram você ao serviço de Deus. Jesus escolheu você e quer lhe falar pessoalmente.
  • Ao chamar você, Jesus tem em vista a vocação de outras pessoas sobre quem deseja derramar a Unção do Espírito Santo. No plano da providência de Deus, muitas pessoas contam com o seu sim.
compartilhar

Ludmila Rocha Dorella

Responsável geral da comunidade. Consagrada da comunidade de vida e celibatária.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *