100 RAZÕES PARA SEGUIR A JESUS – JACÓ

100 RAZÕES PARA SEGUIR A JESUS – UM CONTRAPONTO AOS QUE DIZEM: SEM RAZÕES PARA SEGUIR A JESUS

Jacó é neto de Abraão, filho de Isaac e Rebeca, gêmeo de Esaú. A Sagrada Escritura diz que desde o ventre materno lutava com seu irmão e que, ao nascer, segurou-lhe o calcanhar como que desejando suplantá-lo, de onde a possível origem de seu nome (‘aqab). De fato, quando seu pai estava no leito de morte e cego, participou de um plano de sua mãe para enganar a ele, recebendo de Isaac a benção patriarcal, de maneira irrevogável, o que causou tanta inimizade com seu irmão que Jacó teve que fugir de casa para não ser morto.
Começa, então, a segunda fase da vida de Jacó, em que ele, saído de casa errante, tem sua primeira experiência com Deus (Gn 28,10-22), que de modo surpreendente, confirma a benção de Isaac em sua vida, mostrando que Deus escolhe aqueles que quer, mesmo sendo eles enganadores e mentirosos. Entretanto, o engano e a mentira plantados por Jacó terão consequências em sua vida. Chegando à casa de seu tio, Labão, conhece Raquel, sua filha, e deseja casar-se com ela. Labão promete que ela lhe será dada em casamento em troca de sete anos de serviço em pagamento. Jacó trabalha todo esse tempo e, ao final dele, é enganado por seu tio que, ao invés de lhe dar sua filha Raquel lhe dá Lia por esposa, a filha mais velha. Traído, Jacó demonstra um imenso amor por Raquel, pois propõe trabalhar mais sete anos por Raquel. Portanto, após 14 anos de serviços prestados a seu tio, ele termina sua dívida em vistas da mulher que amava. Ainda nessa segunda fase de vida, Jacó usará de novo engano para ficar rico através da reprodução dos rebanhos de seu tio. Tal situação o obrigou a fugir com sua família e bens, o que leva à perseguição de seu tio. Após um encontro e grande discussão, fazem um tratado, mas Jacó segue seu caminho com sua família, servos e rebanho.
Aqui tem início a terceira fase da vida de Jacó, pois faz nova experiência mística com Deus e recebe, nesse momento, um novo nome, uma vocação. Jacó passa a se chamar Israel, nome do povo de Deus, escolhido pelo Senhor como nação santa e propriedade dele. É de Israel que surgirão as 12 tribos que constituirão esse povo, através dos filhos que lhe deram Lia, Raquel e suas escravas. É nesse período que Jacó tem com Raquel dois filhos: José e Benjamin, preferidos dele por serem filhos da esposa que amava. Essa preferência gerará grande ciúme em seus outros filhos, especialmente contra José. Israel, que outrora foi mentiroso e enganador, sofrerá em sua vida a última e pior das mentiras: seus filhos tentam matar a José e, por fim, vendem-no como escravo, mentindo a seu pai que José fora morto por uma fera. Jacó vive grande desgosto, pois já era viúvo e agora havia perdido o filho de Raquel que tanto amava.
A última fase de sua vida é sua velhice mergulhada na tristeza. Enquanto isso, José vai crescendo no Egito, guiado pelas mãos do Deus de Israel, até que a Providência Divina une novamente os caminhos de José com seus irmãos e seu pai, devolvendo ao velho Jacó a alegria da vida. E é no Egito que este vai terminar seus dias, rodeado por seus filhos e dando a cada um deles sua benção patriarcal.

Da vida do patriarca Jacó podemos retirar 4 razões para seguirmos a Jesus:

  • Ainda que você tenha muitas desculpas dizendo que você nasceu desse ou daquele jeito e que existem muitos fatores emocionais, psicológicos ou herdados que lhe influenciam ao mal, ao erro e ao pecado, nada disso é desculpa. Deus escolheu Jacó desde o ventre materno independentemente dessas características e te chama;
  • Ainda que você seja um mentiroso e enganador, Jesus lhe chama a segui-Lo, pois Ele não veio para os justos e sim para os pecadores;
  •  Ainda que seu nome esteja “sujo” na história, Deus é capaz de lhe dar um nome novo! Creia e escute Jesus lhe dando um novo nome para uma nova vida e O siga!
  • Não importa a sua idade. Pode ser que seus dias estejam avançados e sua vida mergulhada em tristeza. Mesmo assim Deus te chama para conceder no crepúsculo de sua vida um novo amor e um novo sentido para viver.
compartilhar

Rodrigo Serva Maciel

Fundador da Comunidade Católica Árvore da Vida

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *